domingo, 19 de janeiro de 2014

Algumas coisas não andam e nem melhoram no Brasil


Dorjvial Silva

Toda vez que há uma rebelião ou ataques de bandidos causando terrorismo como queima de ônibus, mortes de rivais etc., abre-se um debate sobre a nossa segurança pública. Isso é em qualquer parte do Brasil. 

Já aconteceu no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Santa Catarina e agora é a vez do Maranhão. Essa é uma tônica que deve permanecer já que pouco está se fazendo para amenizar essas cenas de terror que tanto apavora e prejudica a população, principalmente a trabalhadora que tenta viver com honestidade e dignidade.

O grande problema é que estouram atos de todos os lados e as ações de nossas autoridades são sempre paliativas que nada resolvem, apenas deslocam o foco de um lugar para outro. Os bandidos sabem que têm força e que no país não existem leis que os punam, aí eles se aproveitam para manter um poder paralelo capaz de comandar enormes estruturas financeiras superando até o poderio das polícias.

Essa é uma realidade evidente, só não ver quem não quer. Outra coisa, nunca existirá moralidade num país em que suas leis protegem mais do que punem. E não se enganem porque os bandidos sabem exatamente o que fazem, amparados por uma justiça que praticamente não existe e as consequências recaem sobre as pessoas de bem. 

Não adianta fazer presídios se não combater na raiz. Essa é a verdade que todos sabem, principalmente quem pode fazer algo, mas não sei por que não agem. E assim as coisas não andam e nem melhoram no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário