quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Mensalão: Procuradoria pede manutenção de condenações por formação de quadrilha

No julgamento dos recursos do processo do mensalão, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu hoje (26) que as penas por formação de quadrilha sejam mantidas para o publicitário Marcos Valério e os ex-sócios dele, Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, condenados na Ação Penal 470. Segundo Janot, as provas obtidas na denúncia comprovaram a associação de mais de duas pessoas para delinquir. De acordo com o procurador, laudos do Instituto Nacional de Criminalista confirmam a configuração do crime.

No entendimento de Janot, Valério e seus sócios cometeram crimes quando estavam à frente de suas agências de publicidade. “Houve uso da estrutura societária para a prática deliberada de ilícitos. Eles seriam responsáveis por disponibilizar a estrutura necessária para irrigar os objetos da empreitada”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário