segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Oposição sem reflexão perde o sentido

Dorjival Silva

Todos os analistas políticos dizem que ser oposição é muito mais fácil do que ser governo. Essa pode ser uma afirmação lógica, mas que merece uma reflexão até porque o comportamento sempre vai variar de forma drástica quando os papeis se invertem.

Digo isso por que tem gente que faz oposição sem o mínimo de responsabilidade muitas vezes "jogando para a plateia" o que lhe interessa, principalmente os pontos negativos e nunca reconhecendo os pontos positivos de uma administração.

Isso ocorre na maioria dos municípios brasileiros, principalmente nos pequenos onde o acirramento político tende a ser maior e a desinformação da população também. Por isso tem pessoas que se aproveitam da situação para tentar denegrir ou até mesmo contribuir para que um correligionário seu cresça politicamente a todo custo.

Essa forma de fazer oposição está ficando ultrapassada tendo em vista que a população já não está aceitando um discurso puramente revanchista. É preciso muito mais como, por exemplo, apontar alternativas e soluções para os problemas e não só falar e criticar até porque quando os opositores que tanto criticam chegam ao poder e percebem que os recursos não são suficientes para resolver, a mudança de postura e discurso é comprovada. Isso tem acontecido com alguns prefeitos que eram oposição e conseguiram se eleger em 2012.

Portanto, o momento político começa a demonstrar que poderá ser outro haja vista as fiscalizações estarem mais acentuadas e as exigências da população também, o que obriga de certa forma ao administrador tentar ser o mais transparente possível, procurando cumprir o máximo dos compromissos assumidos em campanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário