quinta-feira, 3 de abril de 2014

Número de moedas ‘alternativas’ dobra no país em 5 anos

bancos-comunitariosO número de bancos com moedas próprias mais que dobrou nos últimos cinco anos no Brasil, segundo dados da Rede Brasileira de Bancos Comunitários. Em 2009, existiam 51 instituições no país, contra 104 este ano.
No ano passado, esses bancos – administrados por associações de moradores – foram responsáveis por movimentar R$ 18 milhões em crédito produtivo e R$ 600 mil por meio das chamadas “moedas sociais” (o dinheiro tem lastro em reais e pode ser aceito apenas por comerciantes credenciados na região do banco).As moedas sociais são usadas para estimular o comércio de áreas carentes. Elas garantem que o dinheiro circule apenas entre comerciantes e moradores locais, e não se disperse por outros lugares, como acontece com o real. Assim, o retorno econômico é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário