sábado, 26 de abril de 2014

Para tirar ‘Lava Jato’ de perto do PT e da presidente Dilma Rousseff

O deputado André Vargas (PR) pediu ontem (25) a sua desfiliação do PT, após 24 anos de filiação à legenda. Vargas encaminhou ofício ao presidente do Diretório Municipal do partido em Londrina, Gerson da Silva, para comunicar a decisão.
Vargas, que era vice-presidente da Câmara, vem respondendo a processo de cassação do mandato no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, por envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia federal na Operação Lava Jato.
Em nota, o deputado informa que comunicou oficialmente ao PT o desligamento após 24 anos de uma relação que lhe concedeu oportunidade de servir ao seu estado e ao Brasil. “Deixo registrado o meu sincero agradecimento”. Agora, sem partido, Vargas, que ainda está licenciado da Câmara, vai procurar se defender no Conselho de Ética.
* Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário