terça-feira, 27 de maio de 2014

Vai começar a copa da vergonha e da corrupção

Dorjival Silva

Antes, eram 90 milhões em ação, prá frente Brasil, salve a seleção. Hoje são 200 milhões de brasileiros em ação, acabe a corrupção. A Copa do Mundo no Brasil está a 18 dias de começar.

Para as eleições ainda faltam alguns meses. Mas as principais notícias não são esportivas, muito antes pelo contrário, são de perder a esportiva. Quer um exemplo? Estava nos jornais de ontem. Levantamento do Ministério Público Eleitoral (MPE) mostra que há pelo menos 32 mil candidatos condenados em processos criminais e administrativos. São, portanto, passíveis de terem as candidaturas impugnadas. Vai acontecer, com tantos recursos judiciais cabíveis?

Quer outro exemplo? As seleções da Copa nem entraram ainda em campo, mas o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou a prisão do deputado José Riva (PSD-MT). Ele, que já responde a mais de 100 ações na Justiça, cíveis ou criminais, tinha sido preso pela Polícia Federal, em operação contra a lavagem de dinheiro. Vai poder, pelo jeito, assistir os jogos em casa, provavelmente com televisão de tela plana e muitas polegadas.

Já basta ou quer mais? Para receber jogos da Copa, o estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi reformado. E agora o Tribunal de Contas do Distrito Federal fez auditoria que indicou um superfaturamento de R$ 431 milhões na arena. E o relatório ainda é preliminar. É que o estádio deveria ter custado R$ 745 milhões e terminou com um gasto de R$ 1,6 bilhão. Ainda há muito dinheiro a ser investigado.


E já que o assunto é Copa, tem aquela outra musiquinha “Voa canarinho, voa”. Pois é. Brechas na legislação italiana podem impedir a extradição de Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil, que está preso lá por ter dupla nacionalidade. O canarinho mensaleiro voou e vai tentar ficar por lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário