terça-feira, 21 de outubro de 2014

Juíza condena 3 pessoas por venda de ingressos falsos durante Copa do Mundo

A juíza Maria José Bentes Pinto, do Quarto Juizado Especial Cível e Criminal de Fortaleza (CE), julgou parcialmente procedente ação penal e condenou três pessoas acusadas de vender ingressos falsos durante a Copa do Mundo – os réus foram condenados por estelionato e resistência à prisão.  Informações do TJ/CE explanam que Thiago Bettencourt Albuquerque Carvalho e os irmãos Jefferson Clayton Santos de Matos e Ingrid Cristina Santos de Matos foram presos em flagrante, no dia 17 de junho, nas imediações da Arena Castelão, acusados pela venda de ingressos falsos.
A vítima afirmou à Justiça que pagou R$ 1 mil à Ingrid Cristina de Matos, em troca de um ingresso para a partida entre Brasil e México – o ingresso, todavia, era falso. Duas vítimas, posteriormente, reconheceram Thiago Carvalho como autor da venda de outros bilhetes irregulares. Os acusados, que reagiram à prisão, tiveram apreendidos a quantia de R$ 13.884,05, 120 dólares, 14 pulseiras de acesso especial ao Castelão, além de passaporte, documentos e cartão magnético de um jornalista britânico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário